Sebo em duas rodas

12242103_735643549902179_1631686699_n

A foto acima mostra o escritório, loja, negócio, sebo de duas rodas da carioca Tati Carvalho. Filha e moradora de Copacabana, ela trabalha com duas coisas que amo profundamente. Bicicleta e livros. Conheci Tati no Face. Somos amigas virtuais. Nosso primeiro encontro foi engraçado. Ela me marcou em um post. Havia colocado à venda em seu sebo um exemplar do Vida Sem Crachá. Pedia 10 reais e, rapidamente, um cliente queria compra-lo.

Confesso que na hora, choquei. Ofendi. Como assim? Meu livro, tão querido e prestigiado, já estava no sebo? Já havia sido descartado? Já era produto de segunda mão?

Ah, a vaidade! Ela acaba com o ser humano. Transforma pessoas decentes em rato, traça, barata e cupim… Fiquei mordida pelo fato de alguém já ter colocado o meu “filho” para rodar. O apego durou cinco minutos. Logo achei graça na história e depois de trocar duas mensagens com a Tati, descobri que ela havia largado um emprego de engenheira de TI para trabalhar com livros a bordo da sua bike.

“Não aguentava mais aquela vida. Precisava fazer alguma coisa diferente. Gosto de livro, ando de bicicleta e resolvi juntar as pontas”, conta Tati. A ideia é originalíssima e não existe bairro melhor que Copacabana para fazer isso. Plano, com ciclovia e ruas largas e muitos moradores de Terceira Idade querendo se desfazer de bibliotecas. “Adoro visitar aqueles apartamentos arrumadinhos de senhorinhas gentis. Elas adoram conversar comigo quando negociam seus livros”.

Tati ainda não tem um modelo de negócio muito definido. Não sabe se o futuro será garantido com os livros e as duas rodas, mas está confiante. “Precisava mudar”, afirma ela, que toca outros projetos em paralelo e sempre que a grana fica mais curta pode fazer um frila de TI e pagar as contas no final do mês.

Como a graça do negócio é estar sempre rodando, com muito sebo nas canelas para movimentar as duas rodas, Tati tem um cardápio de livros que oferece aos clientes. Pode variar todos os dias, como um menu degustação. Define o “prato do dia” segundo as melhores ofertas e a sua inspiração. Estaciona perto de lugares movimentados e frequentados por pessoas que, de cara, se encantam com sua ideia genial. Literatura e mobilidade. Literal e figurada.

Captura de Tela 2015-12-02 às 19.57.59

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

8 comentários sobre “Sebo em duas rodas

  1. Claudia, gostei muito desta estória. Gosto quando tomo conhecimento de como as pessoas procuram estarem sempre felizes. Também sou de TI, e saí porque não suportava mais o ambiente corporativo. Parabéns a Tati pela coragem, e mostra que este País mesmo nos momentos que estamos passando, ainda tem pessoas com pensamentos positivos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s