Digo que valeu. Foi lindo. Ficou para trás

IMG_2697

Do alto do meu navio

Que não zarpa, penso em você

A água bate no muro e o mundo treme

Se fosse um costado, teria sido diferente?

Outro dia ouvi a canção do pão com chocolate

Aquela que tocou naquele distante verão

Quando então achava que era para sempre

Como são as canções e as histórias de amor

Não foi. Não seria.

Do alto do meu navio que não zarpa

Tudo passa e se repete

Dou adeus ao passado que perdi

E pelo qual não sei que sentimento tenho

Escrevi o texto acima com uma finalidade poética, mas ele serve de epitáfio para o dia de hoje. Um dia frio em São Paulo. Um dia cheio de conversa ótimas, com pessoas queridas que fazem parte da minha vida. Um dia de tomar café da manhã com um amigo aniversariante que, sem querer, me fez um bem danado e mudou, indiretamente, minha vida. Um dia cheio de notícias ruins, tristes, sobre pessoas e revistas que fizeram parte da minha vida. Revistas, preciso explicar, são tão importantes e queridas quanto pessoas para alguém como eu que começou a trabalhar no tempo do chumbo (private joke para quem nasceu no século passado, não morreu e foi jornalista). Hoje morreu uma amiga querida. Convivemos longos anos. No início, éramos distantes. Eu a via de vez em quando em alguma banca ou sala de espera de consultório de dentistas. Depois, acredite, viramos inimigas mortais. Eu a odiava e a chamava por nomes feios. A minha fúria aumentava sempre que ela me dava um furo. Sempre que me fazia engolir uma barriga. Sempre que trazia uma capa mais linda e vendedora. A nossa inimizade acabou quando o Laurentino Gomes, sim, ele mesmo, o autor de 1808, 1822 e 1889, me chamou na sala dele. Perguntou se eu queria cuidar dela. Se topava fazê-la crescer, ficar forte, bonita, interessante, bacana, desejada. Sem pensar 15 segundos, respondi: sim, quero. É minha, é minha! Por 9 anos, fomos íntimas. Cúmplices. Por causa dela, viajei o mundo. Por causa dela, conheci um bocado de gente bacana. Por causa dela, inventei um monte de projetos incríveis. Com ela a tiracolo, desbravei o Brasil que a paulistada não vê. Estampei corações. Celebrei São João. Abracei causas. Descobri ritmos. Revelei pessoas. Por causa dela, fiz amizades e sociedades. Graças a ela, descobri que era empreendedora e que podia ter um plano B. Na onda dela, mudei de vida. Fiz festa. Fiz premiações. Destaquei talentos. Dei muita risada. Fiz amigos para uma vida. No carnaval deste ano, o lugar dela  no começo da festa estava vazio. Fez falta. Dessa vez, não tive uma premonição. Não fui capaz de entender que era um sinal. De adeus. Então, digo que valeu. Valeu demais. Foi lindo. Ficou para trás.

Anúncios

9 comentários sobre “Digo que valeu. Foi lindo. Ficou para trás

  1. Claudia, mais uma vez seu texto me toca profundamente. Esse deixou meus olhos marejados e as 04:30 da manha na sala de embarque do aeroporto de Bauru tive que me conter para a lagrima nao rolar e borrar meu rimel…sua relacao com o trabalho que fez é simplesmente linda. O que voce esta sentindo é o mesmo que eu sinto cada vez que recebo noticias da Editora onde trabalhei, noticias quase sempre de perdas. Me pergunto, ate quando ?
    Ontem tive o prazer de passar o dia em uma das maiores editoras de revistas do Brasil e embora venha do mundo dos livros, depois de algum tempo sem viver nesse ambiente, me senti como se estivesse em casa, mas infelizmente as conversas giram sempre sobre o mesmo tema : a crise no mercado editorial.
    Que tenhamos firças para olhar para frente !

    Curtir

  2. Se doi em mim! Imagina em você no meu esposo ou de muitos que se foram com o coração cheios de amor? Mas se foi bom! O amor sobrevive! Doi! Mas com o tempo os pensamentos sao peneirados, e só fica a essência desse amor! Porque se teve amor!
    É porque foi correspondido!!! Abraço!😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s