Vou te contar, os olhos já não podem ver

Hoje queria pular meu post. Falta de assunto? De jeito algum. Tenho tanta demanda reprimida. Chegaram muitos amigos, a farra foi ganhando corpo e música. E o vinho. Sim, após às 18 horas, se bebe muito vinho na Bahia, E o amigo Saulo, depois de trocar as cordas do nosso violão, decidiu dar um show. Uma música puxa a outra e eu, desafinada, adoro cantar…

Estava inebriada, quando o alter ego apitou. Vão dizer que você “baianou”. MENTIRA!!!!!!  Acordei 5h50. Alimentei o sistema. Comprei peças na madeireira. Fui para Salvador. Fiz reunião. Voltei. Vendi diárias. E sim, me diverti um bocado. Ia naufragar no discurso e no mangue quando decidi buscar o computador. Acordeii meu macbook air por um único motivo: adoro escrever. Enquanto Saulo toca, pensei: por que parei? Sim, por que parei? Fiquei bem oito anos sem escrever um texto que não fosse email. Que besta. Nem sei se os meus textos são bons, mas me divirto fazendo-os. Tenho tanta coisa para contar.

Saulo toca e planejo a próxima história. Essa de verdade, com pretensão de roteiro. Tive a ideia indo para o Grand Canyon. Vou te contar. Os olhos já não podem ver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s