Não existe gente mais chata do que trabalhador

Estou vendo a novela 3 – Império – e a frase “Não existe gente mais chata do que trabalhador”, proferida pelo Gabus Mendes, que faz o papel de pai aproveitador, excitou os meus neurônios. O vagabundo profissional tem a sua razão. Seres CLT têm o péssimo hábito de sair para beber uma cerveja no boteco da esquina — tipo Coqueiros — e passar a noite falando da firma, do chefe, do trampo, do projeto do cliente. Tribo CLT é tão conectada no trabalho que fica, em geral, sem assunto. Estou preconizando sobre o tema porque estou exatamente no meio do caminho, na entresafra. Também estou sem assunto. No momento, meu único assunto é o novo sistema da pousada e meu braço quer cair de tão cansado está.

Trabalhador, bom ou ruim, é um ser compromissado com o crachá, com o trabalho e principalmente com o salário. Hoje é dia 20, dia de trabalhador ficar feliz. Passei a olhar para meu negócio com outros olhos — talvez mais impacientes e muito mais preocupados com produtividade porque agora o dinheiro não jorra no dia 20 e no dia 5. Sou como a Maria Isis que só começou agora a trabalhar. Passei o dia a beira mar e pus o pé na água de manhã bem cedido. Igual a ela, que passará noite fazendo o papel de hotess no restaurante do genro do comendador sem poder comer uma única coxinha. Amanhã, quando ela desfilar de lingerie, fará a resenha linkedin da noite anterior. Sim, o pai dela tem razão. Não existe gente mais chata do que trabalhador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s